Jornal Militar


Jornal Militar

Jornal Militar
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Jornal MilitarEntrar

Jornal Militar


Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Não importa o quanto você tenha sido honesto nesta vida e leal a uma religião, fraterno as pessoas. Numa  guerra, tendo idade militar, sendo homem ou mulher, vai se abatido sem piedade alguma, a guerra real é assim..."

Por:
anônimo

Referente:
Relatos de soldados em conflitos de territórios...

Última edição por CN em Sab Jun 27 2020, 05:26, editado 13 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"se era verdade o argumento francês de que lagosta, quando boia, nada, por isso seria peixe e estaria em águas internacionais, então seria verdade que canguru, quando pula, voa, então seria uma ave..."

Por:

Almirante brasileiro Paulo Moreira.

Referente ao impasse sobre a quase guerra da Lagosta em 1960 entre França e Brasil, ao referir-se sobre a discussão do crustáceo, onde navios franceses pescavam, e foram expulsos do nosso litoral, posteriormente retornando com Navios de Guerra da marinha Francesa pressionando às divisas marítimas brasileiras.

Última edição por Cnshark em Sex Jul 26 2013, 14:55, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Nunca saia de uma formação aérea de dois elementos de aeronaves. Um homem sozinho é uma desvantagem, já uma equipe com duas aeronaves ou mais torna-se uma vantagem. Se você sair da formação ou ela for quebrada, junte-se imediatamente a outro grupo de elementos de aeronaves amigas.”

Por:

Major Thomas B. Tommy McGuaire, piloto da USAF
Ás de Aviação com 38 vitórias na segunda guerra mundial

Referente a formação aérea de aviação de caça em combate.






.

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"...minha pessoa é testemunha direta da luta, do sofrimento e das lágrimas que todos derramaram com a saudade da sua pátria...”

Por:

Capitão Severino F. de Oliveira;
Combatente da FEB na segunda guerra mundial


Referente a cerimônia do Dia da Lembrança, em homenagem aos Brasileiros, Canadenses e aliados mortos em combate pela luta da paz sob a bandeira das Nações Unidas.





descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"...Brasil, de amor eterno seja símbolo;
O lábaro que ostentas estrelado;
E diga o verde-louro dessa flâmula;
- "Paz no futuro e glória no passado."
Mas, se ergues da justiça a clava forte;
Verás que um filho teu não foge à luta...”


Por:

Joaquim Osório Duque Estrada
Nasceu em Pati do Alferes (RJ) em 1870 e faleceu em 1927, no Rio de Janeiro. Professor do Colégio D. Pedro II e da Escola Normal


Referente ao estribilho da composição musical de um grande sucesso.





descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Lex I: Corpus omne perseverare in statu suo quiescendi vel movendi uniformiter in directum, nisi quatenus a viribus impressis cogitur statum illum mutare.”

"...A velocidade de um corpo permanecerá constante até que esse corpo seja afetado por uma força externa...”

Por:

Sir Isaac Newton
Nasceu em 4 de janeiro de 1643 em Lincolnshire, na Inglaterra, faleceu em Londres, 31 de março de 1727.
Foi um cientista inglês, mais reconhecido como físico e matemático, embora tenha sido também astrônomo, alquimista, filósofo natural e teólogo.


Referente a uma das três leis de Newton, que contriburiam para o fundamentar da mecânica clássica.





descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"O que me assusta ao voar de avião é imaginar que tudo que está dentro dele foi colocado pelas empresas que ofereceram o menor preço."

Por:

Antônio Delfim Neto (São Paulo, 1 de maio de 1928)
É economista, professor universitário e político brasileiro.

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Olhe, decida, ataque, repita!."

Por:


Erich Hartmann ( Major - Erich Alfred "Garoto" Hartmann)
19 de Abril de 1922 — 20 de Setembro de 1993.
Piloto da Luftwaffe (Força aérea Alemã)

Maior ÀS na Segunda Guerra Mundial, cumpriu 1.404 missões e entrou em combate aéreo 825 vezes com 352 vitórias .

Durante toda a guerra Erich Hartmann só lutou em caças Messerschmitt Bf 109G. Utilizou os modelos G4, G6, G10 e G14, sendo que este último foi o seu favorito.
Em 1944 e 1945 (mês de Março) recebeu treinamento para pilotar o primeiro caça a jato da história a entrar em combate: o Messerschmitt Me 262, mas nunca combateu pilotando esta aeronave.

Primeira vitória: 5 novembro de 1942. Abateu um Ilyushin Il-2 soviético.

Condecorações:

*Cruz Germânica em Ouro (Setembro de 1943)
*Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro (29 de Outubro de 1943)
*Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro (das mãos de Adolf Hitler) (2 de Março de 1944)
*Espadas da Cruz de Cavaleiro (4 de Julho de 1944)
*Cruz de Cavaleiro com Folhas de Carvalho, Espadas e Diamantes dada em 25 de Agosto de 1944 por Hitler.


Última edição por Cnshark em Seg Jul 16 2012, 15:32, editado 2 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Houston, we've had a problem!”


"Houston, temos um problema!."



Por:

John Leonard "Jack" Swigert (Denver, 30 de agosto de 1931 – Washington D.C., 27 de dezembro de 1982)
Foi um astronauta norte-americano tripulante da quase fatídica missão Apollo 13, que não conseguiu pousar na Lua devido a uma explosão na cápsula durante a viagem.

Após cinco dias de angústia no espaço sem saber se conseguiriam chegar a salvo, Swigert - que havia substituído na missão o astronauta Ken Mattingly, substítuido na última hora da tripulação por suspeita de sarampo - e seus companheiros de missão, o comandante James Lovell e o piloto do módulo lunar Fred Haise, conseguiram reentrar na atmosfera terrestre e pousar em segurança no mar, em 17 de abril de 1970.

Com 55 horas e 55 minutos de missão, todos os três astronautas ouviram e sentiram um estrondo na fuselagem da nave. Durante os próximos minutos, a medida que eles e os controladores de terra faziam uma avaliação dos prováveis danos elétricos causados na espaçonave, ficou aparente que os tripulantes estavam em sérias dificuldades à 320.000 km de distância da Terra.



As conclusões sobre a causa do acidente mostrou que o problema ocorrido foi uma mudança de voltagem dos suprimentos de energia da Apollo, feito pelos desenhistas do reservatório da nave, sem o respectivo reforço da ventoinha de resfriamento do motor. Esta mudança causou uma elevação de temperatura dentro do tanque de oxigênio do Módulo de Serviço, sem que a ventoinha conseguisse controlá-la, elevando-a a mais de 500°C, quando ele tinha sido construído para operar com segurança a 25º, e um limite tolerável de 60º. Esta temperatura era alta o suficiente para destruir o isolamento de Teflon que protegia a instalação elétrica da ventilação do motor. Na primeira parte da viagem, o tanque de oxigênio se encontrava cheio, energizado eletricamente e com a temperatura interna em quase 500º. A explosão seria inevitável.


Apesar de todo o tremor que ocorreu durante o lançamento da nave e as subsequentes queimas de motor, nada desfavorável aconteceu dentro do tanque até 55 horas e 55 minutos da missão. Naquele momento, numa hora tranquila do vôo, o isolamento pegou fogo. Era novamente o incêndio da plataforma de lançamento da Apollo 13, em 1967, só que desta vez era um incêndio alimentado pela abundância de oxigênio puro, um incêndio que não iria se extinguir rapidamente. O calor do fogo começou a ferver o oxigênio líquido que enchera totalmente o tanque e a pressão começou a subir. Em menos de meio minuto, a pressão tornou-se muito forte para as finas paredes do tanque e elas romperam. A explosão produziu a devastação através das entranhas do Módulo de Serviço, rompendo o outro tanque de oxigênio e explodindo a parede lateral da espaçonave.




Fonte: Winkpédia


Última edição por Cnshark em Qua Maio 01 2013, 16:40, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
" Ensinar é aprender; aprendi muito com a sensibilidade, as experiências e as peculiaridades dos alunos "

Por:

Tenente Brigadeiro do Ar Aprígio Eduardo de Moura Azevedo

( O Tenente Brigadeiro do Ar Azevedo nasceu na cidade de Florânia, no Rio Grande do Norte. Ingressou na Força Aérea Brasileira (FAB) no dia 1º de março de 1967, na Escola Preparatória de Cadetes do Ar, em Barbacena (MG). Entre os principais cargos ocupados estão o de Chefe da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington; Chefe da Seção de Planejamento Logístico do Estado-Maior da Aeronáutica; Chefe do Subdepartamento de Desenvolvimento e Programas e Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate; Chefe da Assessoria Parlamentar do Comandante da Aeronáutica; Comandante do Quarto Comando Aéreo Regional; e Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica. Possui 6.000 horas de vôo, das quais 1.800 horas na Aviação de Caça.)

Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER) da Força Aérea Brasileira, o segundo cargo mais importante na Hieranquia da Forças Armadas Aéreas.
Brigadeiro Azevedo referindo-se a função que mais o marcou em sua carreira, a de instrutor. Frase obtida quando na transmissão de cargo de Chefe do Estado Maior da Aeronáutica (EMAER), para o Tenente Brigadeiro do Ar Marco Aurélio Gonçalves Mendes.

Após 46 anos de trabalhos em prol da defesa do espaço aéreo Nacional vai para a reserva

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
" Se você está atravessando o inferno...Não pare!!"



Por:
Winston Churchill
Nascimento: 30 de novembro de 1874, Woodstock, Reino Unido à 24 de janeiro de 1965


Sir Winston Leonard Spencer Churchill (Oxfordshire, 30 de novembro de 1874 — Londres, 24 de janeiro de 19651 ) foi um político conservador e estadista britânico, famoso principalmente por sua atuação como primeiro-ministro do Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi primeiro-ministro britânico por duas vezes (1940-1945 e 1951-1955). Orador e estadista notável, ele também foi oficial no Exército Britânico, historiador, escritor e artista. Ele é o único primeiro-ministro britânico a ter recebido o Prêmio Nobel de Literatura e a cidadania honorária dos Estados Unidos.
Durante sua carreira no exército, Churchill pôde assistir à ação militar na Índia britânica, no Sudão e na Segunda Guerra dos Bôeres (1899-1902). Ganhou fama e notoriedade como correspondente de guerra através dos livros que escreveu descrevendo as campanhas militares. Ele serviu brevemente no Exército britânico no Fronte Ocidental, durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918), comandando o 6º Batalhão dos Fuzileiros Reais Escoceses.
Churchill nasceu em uma família da nobreza britânica, da família do duque de Marlborough. Seu pai, Lorde Randolph Churchill, foi um carismático político, tendo servido como ministro da Fazenda do Reino Unido. Antes de alcançar o cargo de primeiro-ministro britânico, Churchill esteve em cargos proeminentes na política do Reino Unido por quatro décadas. Notavelmente sua eleição para o parlamento em 1900; sua ascensão a secretário para os Assuntos Internos em 1910; e sua estadia no Ministério da Fazenda do Reino Unido entre 1924 e 1929. Em 2002 foi eleito pela BBC ( British Broadcasting Corporation "Corporação Britânica de Radiodifusão" )o maior britânico de todos os tempos.


Última edição por Cnshark em Sex Jul 26 2013, 18:11, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
" As invenções são, sobretudo, o resultado de um trabalho teimoso."



Por:
Santos Dumont
Alberto Santos Dumont Nascido em  Palmira(MG), 20 de julho de 1873 — Guarujá (RJ), 23 de julho de 1932) foi um aeronauta patrono da aviação brasileira, esportista e inventor.



Alberto Santos Dumont projetou, construiu e voou os primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina. Esse mérito lhe é garantido internacionalmente pela conquista do Prêmio Deutsch em 1901, quando em um voo contornou a Torre Eiffel (Paris) com o seu dirigível Nº 6, transformando-se em uma das pessoas mais famosas do mundo durante o século XX. Com a vitória no Prêmio Deutsch, ele também foi, portanto, o primeiro a cumprir um circuito pré-estabelecido sob testemunho oficial de especialistas, jornalistas e populares.
Santos Dumont também foi o primeiro a decolar a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina. Em 23 de outubro de 1906, ele voou cerca de 60 metros a uma altura de dois a três metros com o Oiseau de Proie' (francês para "ave de rapina"), no Campo de Bagatelle, em Paris. Menos de um mês depois, em 12 de novembro, diante de uma multidão de testemunhas, percorreu 220 metros a uma altura de 6 metros com o Oiseau de Proie III.
Esses voos foram os primeiros homologados pelo Aeroclube da França de um aparelho mais pesado que o ar, e possivelmente a primeira demonstração pública de um veículo levantando voo por seus próprios meios, sem a necessidade de uma rampa para lançamento.
Apesar de os brasileiros considerarem Santos Dumont como o responsável pelo primeiro voo num avião, na maior parte do mundo o crédito à invenção do avião é dado aos irmãos Wright. Uma exceção é a França, onde o crédito é dado a Clément Ader que efetuou o primeiro voo de um aparelho mais pesado que o ar propulsionado a motor e levantando voo pelos seus próprios meios em 9 de Outubro de 1890. A FAI, no entanto, considera que foram os irmãos Wright foram os primeiros a realizar um voo controlado, motorizado, num aparelho mais pesado do que o ar,  por uma decolagem e subsequente voo ocorridos em 17 de dezembro de 1903 no Flyer,  já que os voos de Clément Ader foram realizados em segredo militar, vindo-se apenas a saber da sua existência muitos anos depois. Por outro lado, o 14-Bis de Dumont teve uma decolagem autopropulsada, reconhecida oficialmente por publico e jornalistas, tendo sido a primeira atividade esportiva da aviação a ser homologada pela FAI (Federação Aeronáutica internacional).


Última edição por Cnshark em Sex Jul 26 2013, 16:38, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
" Não se espante com a altura do vôo. Quanto mais alto, mais longe do perigo. Quanto mais você se eleva, mais tempo há de reconhecer uma pane. É quando se está próximo do solo que se deve desconfiar"



Por:
Santos Dumont
Alberto Santos Dumont, nascido em  Palmira(MG), 20 de julho de 1873 — Guarujá (RJ), 23 de julho de 1932) foi um aeronauta patrono da aviação brasileira, esportista e inventor.



Santos Dumont projetou, construiu e voou os primeiros balões dirigíveis com motor a gasolina. Esse mérito lhe é garantido internacionalmente pela conquista do Prêmio Deutsch em 1901, quando em um voo contornou a Torre Eiffel (Paris) com o seu dirigível Nº 6, transformando-se em uma das pessoas mais famosas do mundo durante o século XX. Com a vitória no Prêmio Deutsch, ele também foi, portanto, o primeiro a cumprir um circuito pré-estabelecido sob testemunho oficial de especialistas, jornalistas e populares.
Santos Dumont também foi o primeiro a decolar a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina. Em 23 de outubro de 1906, ele voou cerca de 60 metros a uma altura de dois a três metros com o Oiseau de Proie' (francês para "ave de rapina"), no Campo de Bagatelle, em Paris. Menos de um mês depois, em 12 de novembro, diante de uma multidão de testemunhas, percorreu 220 metros a uma altura de 6 metros com o Oiseau de Proie III.
Esses voos foram os primeiros homologados pelo Aeroclube da França de um aparelho mais pesado que o ar, e possivelmente a primeira demonstração pública de um veículo levantando voo por seus próprios meios, sem a necessidade de uma rampa para lançamento.
Apesar de os brasileiros considerarem Santos Dumont como o responsável pelo primeiro voo num avião, na maior parte do mundo o crédito à invenção do avião é dado aos irmãos Wright. Uma exceção é a França, onde o crédito é dado a Clément Ader que efetuou o primeiro voo de um aparelho mais pesado que o ar propulsionado a motor e levantando voo pelos seus próprios meios em 9 de Outubro de 1890. A FAI, no entanto, considera que foram os irmãos Wright foram os primeiros a realizar um voo controlado, motorizado, num aparelho mais pesado do que o ar,  por uma decolagem e subsequente voo ocorridos em 17 de dezembro de 1903 no Flyer,  já que os voos de Clément Ader foram realizados em segredo militar, vindo-se apenas a saber da sua existência muitos anos depois. Por outro lado, o 14-Bis de Dumont teve uma decolagem autopropulsada, reconhecida oficialmente por publico e jornalistas, tendo sido a primeira atividade esportiva da aviação a ser homologada pela FAI (Federação Aeronáutica internacional).


Última edição por Cnshark em Sex Jul 26 2013, 19:45, editado 2 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
À Procura dos Autores destas Pérolas...


" A hélice é um ventilador que mantém o piloto frio. Quando ela para, o piloto começa a suar"



" O ideal é manter o número de pousos igual ao número de decolagens."



" Os  pilotos são almas confusas que falam sobre mulheres quando estão voando e sobre aviões quando estão com mulheres."



"Os passageiros preferem comandantes antigos e aeromoças novas."



"Decisões acertadas vêm com a experiência e a experiência vêm com as decisões erradas."



"Voar não é perigoso. Perigoso é cair!"


"A probabilidade de sobrevivência é proporcional ao ângulo de chegada."


"Bom pouso é aquele que você pode sair andando do avião. Ótimo pouso é quando, além disso, você pode usar o avião outra vez."


"Voar é a segunda maior emoção conhecida pelo homem. Pousar é a primeira."


"A única situação em que você pode achar que tem combustível a mais é quando há um princípio de incêndio."


" Nunca permita que o avião leve você a algum lugar onde sua cabeça não tenha chegado cinco minutos antes."


" Lembre-se que você pilota com a cabeça e não com as mãos."


" Velocidade é vida e altitude é segurança de vida. Até hoje ninguém colidiu com o céu."


"  É bem melhor estar aqui em baixo desejando estar lá em cima, que estar lá em cima desejando estar aqui em baixo."


" Esqueça tudo o que você sabe sobre empuxo, arrasto, sustentação e gravidade; o que faz um avião voar é o dinheiro."


" Na dúvida...arremeta!!!"


"A vida é feita de escolhas, e nós...Bem, nós escolhemos voar."







Por:
Autor Anônimo

Última edição por Cnshark em Ter Out 23 2018, 17:01, editado 3 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Uma força aérea sem caças é um pato morto no contexto militar da África. Um exército sem helicópteros e aviões de transporte é um dinossauro em um pântano"




Por:
Especialista militar  Helmoed-Romer Heitman da Africa do Sul


Referente:
A auditoria militar, de  efeito-causa da situação de cortes de orçamentos econômico da Africa do Sul, as Forças de Defesa Nacionais da África do Sul (SANDF em inglês) estão considerando a  revendenda seus armamentos (Caças Gripen e helicópteros Agusta A109) , por falta de recursos econômicos para mante-los.

Fonte:Poder Aéreo

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
Juramento a bandeira Brasileira


O ato de jurar a bandeira nacional faz parte somente do cerimonial das Forças Armadas do Brasil. Os compromissos são os seguintes:
Compromisso dos Recrutas:
“ Incorporando-me (à Marinha do Brasil; ao Exército Brasileiro; ou à Força Aérea Brasileira), prometo cumprir rigorosamente as ordens das autoridades a que estiver subordinado, respeitar os superiores hierárquicos, tratar com afeição os irmãos de armas, e com bondade os subordinados, e dedicar-me inteiramente ao serviço da Pátria, cuja Honra, Integridade, e Instituições, defenderei com o sacrifício da própria vida. ”
— Inciso V, do Artigo 171 do Decreto nº 88.513, de 13 de julho de 1983,



Compromisso dos Reservistas:
“ Dispensado da prestação do Serviço Militar inicial, por força de disposições legais e consciente dos deveres que a Constituição impõe a todos os brasileiros, para com a defesa nacional, prometo estar sempre pronto a cumprir com as minhas obrigações militares, inclusive a de atender a convocações de emergência e, na esfera das minhas atribuições, a dedicar-me inteiramente aos interesses da Pátria, cuja honra, integridade e instituições defenderei, com o sacrifício da própria vida. ”
— Artigo 217 do Decreto nº 57.654, de 20 de janeiro de 1966,



Compromisso dos Oficiais Promovidos ao Primeiro Posto e do Compromisso por Ocasião da Declaração de Guardas-Marinha e Aspirantes-a-Oficial:
“ Perante a Bandeira do Brasil e pela minha honra, prometo cumprir os deveres de oficial (da Marinha do Brasil; do Exército Brasileiro; ou da Força Aérea Brasileira) e dedicar-me inteiramente ao serviço da Pátria. ”

— Artigo 175 do Decreto nº 88.513, de 13 de julho de 1983

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Ad astra et ultra - Aos astros e além"

Lema da EEAR - Escola de Especialistas de Força Aérea Brasileira.


"Macte, animo! Generose puer sic itur ad astra - Jovem, ânimo! Por este caminho se vai aos céus"

Lema da Academia da Força Aérea brasileira, AFA.


"Non Multa Sed Multum - Não muitos, porém os melhores"

Lema da Escola Preparatória de Cadetes do Ar, da Força Aérea Brasileira.


"Pace Belloque Fidelis (grafado em letra minúscula) ou PACE BELLOQVE FIDELIS (grafado em letra maiúscula) - Fiel na Paz e na Guerra"

Lema do 3º Esquadrão do 8º Grupo de Aviação da FAB.


"In omnia paratus -Pronto para tudo"

Lema do Primeiro Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, da Marinha do Brasil.


"In alis vis et virtus - Nas asas, a força e a virtude"

Lema do Segundo Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, da Marinha do Brasil.


"Invenire hostem et delere - Detectar o inimigo e destruí-lo"

Lema do Esquadrão de Helicópteros de Esclarecimento e Ataque, da Marinha do Brasil.


"Usque ad sub aquam nauta sum - Marinheiros até debaixo d'água"

Lema do Comando da Força de Submarinos, da Marinha do Brasil.


"Non nobis, Domine, non nobis, sed nomini Tuo da gloriam - Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao Vosso nome dai a glória"  

Lema da Ordem dos Templários.


"Ubique patriae memor - em toda a parte, a lembrança da pátria", ou, na tradução poética - "aonde quer que vá, levarei comigo a memória de minha Pátria".

Lema do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira e da cidade de Rio Branco, capital do estado do Acre.


"Romana legio omnia vincit - Legião Romana a tudo vence"

Lema do exercito Romano criado pelo imperador Júlio César.

Última edição por Cnshark em Dom Mar 09 2014, 08:00, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Educai as crianças e não será preciso punir os homens."

"Não é livre quem não obteve domínio sobre si."

"Pensem o que quiserem de ti; faz aquilo que te parece justo."

"O que fala semeia; o que escuta recolhe."

"Ajuda teus semelhantes a levantar a carga, mas não a carregues."

"Com ordem e com tempo encontra-se o segredo de fazer tudo e tudo fazer bem."

"Todas as coisas são números."

"A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus."

"A Evolução é a Lei da Vida, o Número é a Lei do Universo, a Unidade é a Lei de Deus."

"A vida é como uma sala de espetáculos: entra-se, vê-se e sai-se."

"A sabedoria plena e completa pertence aos deuses, mas os homens podem desejá-la ou amá-la tornando-se filósofos."

" Anima-te por teres de suportar as injustiças; a verdadeira desgraça consiste em cometê-las."



Por:
Pitágoras de Samos (em grego antigo: Ὁ Πυθαγόρας ὁ Σάμιος, transl.: Ho Pythagóras ho Sámios – trad.: “Pitágoras o Samiano”, ou simplesmente Ὁ Πυθαγόρας; Samos, entre ca. 571 a.C. e 570 a.C. — Metaponto, ca. 497 a.C. ou 496 a.C.) foi um filósofo e matemático grego.

Para ele, a matemática explicava o mundo. Haveria uma natureza numérica profunda que governava todas as coisas. Ele sabia disso porque atingira um estágio de iluminação que lhe permitia fazer análises e produzir resultados assombrosos. Sua crença na importância dos números era tal que chegou a criar uma religião baseada neles. Pitágoras foi um misto de matemático e místico que virou personagem essencial na contribuição que os gregos deram para a matemática se desenvolver como um estudo puramente teórico.

Na verdade não se sabe muito a respeito da vida de Pitágoras. Aliás, muitos põem em dúvida se ele realmente existiu e se muitas de suas inovações matemáticas não teriam sido obras de seus seguidores. O fato é que há um importante legado em seu nome, que inclui o famoso Teorema de Pitágoras, a introdução da prova na matemática, a descoberta dos números irracionais e, até mesmo, a existência de uma religião pitagórica, que chegou a competir com o cristianismo nos subterrâneos do Império Romano.

Questão pitagórica

Pitágoras postulava dois tipos diferentes de número “perfeito”. O primeiro tipo só tinha um único representante, o número 10. Segundo Pitágoras o 10 era perfeito porque era o resultado da soma dos quatro primeiros números inteiros: 1 + 2 + 3 + 4 = 10. O segundo tipo de número “perfeito” é constituído por aqueles números iguais à soma dos seus fatores. Por exemplo, o 6 que é o resultado da soma de 1 +2 + 3 e o 28 que é o resultado de 1 + 2 + 4 + 7 + 14.

O pitagorismo teve seguidores não só na Grécia antiga. Séculos depois, no Renascimento cientistas como Copérnico e Galileu exploraram ideias pitagóricas. Atualmente, Pitágoras é reconhecido pela sua fundamental contribuição à matemática elementar. Dizem que aqueles que não conseguem ver a beleza de seu teorema jamais darão bons matemáticos. Conheça nas próximas páginas a vida e obra de Pitágoras.




A escola de Pitágoras

Segundo o pitagorismo, a essência, que é o princípio fundamental que forma todas as coisas é o número. Os pitagóricos não distinguem forma, lei, e substância, considerando o número o elo entre estes elementos. Para esta escola existiam quatro elementos: terra, água, ar e fogo.

Assim, Pitágoras e os pitagóricos investigaram as relações matemáticas e descobriram vários fundamentos da física e da matemática.



O pentagrama era o símbolo da Escola Pitagórica.‎
O símbolo utilizado pela escola era o pentagrama, que, como descobriu Pitágoras, possui algumas propriedades interessantes. Um pentagrama é obtido traçando-se as diagonais de um pentágono regular; pelas intersecções dos segmentos desta diagonal, é obtido um novo pentágono regular, que é proporcional ao original exatamente pela razão áurea.

Pitágoras descobriu em que proporções uma corda deve ser dividida para a obtenção das notas musicais no início, sem altura definida, sendo uma tomada como fundamental (pensemos numa longa corda presa a duas extremidades que, quando tangida, nos dará o som mais grave) - e a partir dela, gerar-se-á a quinta e terça através da reverberação harmônica. Os sons harmônicos. Prendendo-se a metade da corda, depois a terça parte e depois a quinta parte conseguiremos os intervalos de quinta e terça em relação à fundamental. A chamada SÉRIE HARMÔNICA. À medida que subdividimos a corda obtemos sons mais altos e os intervalos serão diferentes. E assim sucessivamente. Descobriu ainda que frações simples das notas, tocadas juntamente com a nota original, produzem sons agradáveis. Já as frações mais complicadas, tocadas com a nota original, produzem sons desagradáveis.

O nome está ligado principalmente ao importante teorema que afirma: Em todo triângulo retângulo, a soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa.

Além disto, os pitagóricos acreditavam na esfericidade da Terra e dos corpos celestes, e na rotação da Terra, com o que explicavam a alternância de dias e noites. A filosofia baseou uma doutrina chamada Filosofia explanatória Cristo-Pitagorica.

A escola pitagórica era conectada com concepções esotéricas e a moral pitagórica enfatizava o conceito de harmonia, práticas ascéticas e defendia a metempsicose. A propósito, no seu livro A Vida de Apolónio de Tiana, Filóstrato escreveu que Pitágoras não só sabia quem era como quem tinha sido 2 .

Durante o século IV a.C., verificou-se, no mundo grego, uma revivescência da vida religiosa. Segundo alguns historiadores, um dos fatores que concorreram para esse fenômeno foi a linha política adotada pelos tiranos: para garantir o papel de líderes populares e para enfraquecer a antiga aristocracia, os tiranos estimulavam a expansão de cultos populares ou estrangeiros.

Dentre estes cultos, um teve enorme difusão: o Orfismo (de Orfeu), originário da Trácia, e que era uma religião essencialmente esotérica. Os seguidores desta doutrina acreditavam na imortalidade da alma, ou seja, enquanto o corpo se degenerava, a alma migrava para outro corpo, por várias vezes, a fim de efetivar a purificação. Dioniso guiaria este ciclo de reencarnações, podendo ajudar o homem a libertar-se dele.

Pitágoras seguia uma doutrina diferente. Teria chegado à concepção de que todas as coisas são números e o processo de libertação da alma seria resultante de um esforço basicamente intelectual. A purificação resultaria de um trabalho intelectual, que descobre a estrutura numérica das coisas e torna, assim, a alma como uma unidade harmônica. Os números não seriam, neste caso, os símbolos, mas os valores das grandezas, ou seja, o mundo não seria composto dos números 0, 1, 2, etc., mas dos valores que eles exprimem. Assim, portanto, uma coisa manifestaria externamente a estrutura numérica, sendo esta coisa o que é por causa deste valor.

Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" 220px-10

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"O contrário de uma verdade profunda não é um erro mas outra verdade."

Por:
Niels Bohr - Niels Henrick David Bohr (Copenhaga, 7 de Outubro de 1885 — Copenhaga, 18 de Novembro de 1962) foi um físico dinamarquês cujos trabalhos contribuíram decisivamente para a compreensão da estrutura atômica e da física quântica.

Licenciou-se na sua cidade natal em 1911 e trabalhou com Joseph John Thomson e Ernest Rutherford na Inglaterra.1 Em 1913, aplicando a teoria da quantificação aos elétrons/electrões do modelo atômico de Rutherford, conseguiu interpretar algumas das propriedades das séries espectrais do hidrogênio e a estrutura do sistema periódico dos elementos. Formulou o princípio da correspondência e, em 1928, o da complementaridade. Estudou ainda o modelo nuclear da gota líquida, e antes da descoberta do plutónio, previu a propriedade da cisão, análoga à do U-235. Bohr recebeu o Nobel de Física em 1922.
A sua teoria para a explicação do modelo atômico proposto por Rutherford em 1911, levando em conta a teoria quântica (formulada por Max Planck em 1900), não foi levada a sério. Depois, no decorrer e depois da década de 1920, vários físicos ajudaram a criar o modelo existente hoje. Entre estes físicos podemos citar, dentre outros, Albert Einstein, Louis de Broglie, Erwin Schrödinger, Werner Heisenberg e Wolfgang Pauli.


"O contrário de uma verdade não é um erro mas uma verdade contrária."


Por:
Blaise Pascal -(Clermont-Ferrand, 19 de Junho de 1623 — Paris, 19 de Agosto de 1662) foi um físico, matemático, filósofo moralista e teólogo francês.








Fonte: ESG - Escola Superior de Guerra.

Última edição por Cnshark em Qui Mar 13 2014, 03:13, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Saber e não fazer, ainda é não saber."



Por:
Confúcio, também conhecido como K'ung Ch'iu, K'ung Chung-ni ou Confucius
Nasceu em meados do século VI (551 a.C.), em Tsou, uma pequena cidade no estado de Lu, hoje Shantung em 27 de Agosto de 551 a.C. à Morte em 479 a.C. (72 anos)


A filosofia de Confúcio sublinhava uma moralidade pessoal e governamental, também os procedimentos corretos nas relações sociais, a justiça e a sinceridade. Estes valores ganharam relevo na China sobre outras doutrinas, como o legalismo (法家) e o taoismo (道家) durante a Dinastia Han  (206 a.C. – 220). Os pensamentos de Confúcio foram desenvolvidos num sistema filosófico conhecido por confucianismo.

Porque nenhum texto é demonstrável ser de autoria de Confúcio, e as ideias que mais chegadas lhe eram foram elaboradas em escritos acumulados durante o período entre a sua morte e a fundação do primeiro império chinês em 221 a.C., muitos acadêmicos são muito cautelosos em atribuir asserções específicas ao próprio Confúcio. Os seus ensinamentos podem ser encontrados na obra Analectos de Confúcio (論語), uma colecção de aforismos, que foi compilada muitos anos após a sua morte. Por cerca de dois mil anos, pensou-se ter sido Confúcio o autor ou editor de todos os Cinco Clássicos (五經) como o Clássico dos Ritos (禮記) (editor), e Os Anais de Primavera e Outono (春秋) (autor).
Os princípios de Confúcio tinham uma base nas tradições e crenças chinesas comuns. Favorecia uma lealdade familiar forte, veneração dos ancestrais, respeito para com os idosos pelas suas crianças (e, de acordo com intérpretes posteriores, das esposas para como os maridos), e a família como a base para um governo ideal. Expressou o conhecido princípio, "não faças aos outros o que não queres que façam a ti", uma das versões mais antigas da ética da reciprocidade.


As Idéias

A sua ideologia de organização da sociedade procurava também recuperar os valores antigos, perdidos pelos homens de sua época. No entanto, em sua busca pelo Tao, ele usava uma abordagem diferente da noção de desprendimento proposta pelos taoístas. A sua teoria baseava-se num critério mais realístico, onde a prática do comportamento ritual daria uma possibilidade real aos praticantes de sua doutrina de viverem em harmonia.
Confúcio não pregava a aceitação plena de um papel definido para os elementos da sociedade, mas sim que cada um cumprisse com seu dever de forma correta. Já o condicionamento dos hábitos serviria para temperar os espíritos e evitar os excessos. Logo, a sua doutrina apregoava a criação de uma sociedade capaz, culturalmente instruída e disposta ao bem estar comum. A sua escola foi sistematizada nos seguintes princípios:

Ren, humanidade (altruísmo);
Li, ou cortesia ritual;
Zhi, conhecimento ou sabedoria moral;
Xin, integridade;
Zhing, fidelidade;
Yi, justiça, retidão, honradez.

Cada um desses princípios ligar-se-ia às características que para ele se encontravam ausentes ou decadentes na sociedade.




Os Cinco Clássicos (em chinês: Wujing; 五經) são os cinco textos clássicos chineses relacionados com Confúcio. A tradição chinesa atribuiu a compilação destes textos a Confúcio.
Os Cinco Clássicos são:

"Livro das Mutações" (em chinês: I Ching ou Yì Jīng; 易經)
"Clássico da História" ou "Clássico dos Documentos" (Shū Jīng; 書經)
"Clássico da Poesia" ou "Livro das Odes" (Shī Jīng; 詩經)
"Clássico dos Ritos" (Lǐ Jì; 禮記)
"Os Anais de Primavera e Outono" (Chūn Qiū; 春秋).


Por mais de 2.000 anos, estes livros foram evocados como referências na sociedade, no governo, na literatura e na religião da China. Os estudantes chineses normalmente estudavam os curtos Quatro Livros antes de estudar os Cinco Clássicos.
Os Cinco Clássicos foram ensinados desde 136 a.C., quando o Confucianismo se tornou a ideologia de estado na China, até aos princípios do século XX. O domínio dos textos era requerido por qualquer letrado chinês para poder acessar a qualquer emprego na vasta burocracia governamental, através dos exames imperiais. Após 1950 somente alguns textos foram ensinados nas escolas públicas.

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Já o combate simulado simula a realidade, voraz e cruel na sua frigidez, morrer torna-se algo rápido e explosivo terminando para o piloto como num eco  de BUMMM! Som que nunca é ouvido em sua totalidade, já ao  ejetar em território inimigo  e chegar ao solo vivo teria outro desafio,  correr, correr e correr em direção ao primeiro posto de resgate ou apoio terrestre  para não ser capturado! ..."

Por:
Charlie November

Referente as atualizações dos teatros de operações agregadas aos simuladores de combate aéreo explanando a idéia de conciência entre estar em primeira pessoa em pura realidade, ou apenas simular todos os acontecimentos previsíveis e imprevisíveis do um confronto aéreo em território hostil.

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"O reconhecimento e a sabotagem são categorias especiais de desembarque anfíbio. As incursões podem ser realizadas por vários motivos:
- Conduzir reconhecimento;
- Danificar ou destruir instalações de alto valor localizados próximos á costa;
- Atrapalhar o Comando & Controle e/ou logística inimigo;
- Manter quantidades substanciais de tropas inimigas na defesa de grandes e vulneráveis área costeiras."


Por:
Manual de infiltração e guerra anfíbia elaborada pelo site SistemadeArmas.com.br




Cerca de 70% da superfície da terra é coberta por água, 80% dos países tem uma costa marítima e a maioria da população mundial vive a cerca de 500 km da costa. Apenas áreas no centro da Rússia, África, América do Sul, Norte do Canadá, Groenlândia e EUA está a mais de 1.000km do litoral e fora do alcance de aeronaves embarcadas e forças navais.
Operação anfíbia (OpAnf) é um tipo de operação militar lançada a partir do mar por uma força naval ou de desembarque em navios ou embarcações envolvendo o desembarque em uma praia hostil ou potencialmente hostil. Uma operação anfíbia requer a participação aérea intensiva e é caracterizada pela integração de forças treinadas, organizadas e equipadas com funções de combate diferentes. A complexidade da guerra anfíbia e a vulnerabilidade das forças engajadas nestas operações requerem um grau excepcional de unidade de esforço e coerência operacional. A dificuldade em conduzir as operações anfíbias irá ditar como o comandante irá considerar o planejamento, integração do teatro e apoio.


As operações anfíbias são planejadas e conduzidas primariamente para:
- Preparar operações de combate adicionais;
- Obter uma posição de avanço para bases aéreas, navais e terrestres;
- Negar o uso de uma área ou instalação ao inimigo;
- Desviar forças ou atenção inimiga, fornecendo oportunidade para outras operações de combate.

Para o sucesso de desembarques anfíbios e aéreos, também é necessário obter um quadro preciso das forças aéreas, navais e terrestres inimigas no alcance da intervenção. Uma coleta de dados intensiva sempre precede o desembarque.

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Este é um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade"

Por:
Neil Alden Armstrong (Wapakoneta, 5 de agosto de 1930 — Cincinnati, 25 de agosto de 2012) foi um astronauta dos Estados Unidos, piloto de testes e aviador naval que escreveu seu nome na história do século XX e da humanidade ao ser o primeiro homem a pisar na Lua, como comandante da missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969.


Antes de se tornar astronauta, Armstrong serviu na Marinha dos Estados Unidos combatendo na Guerra da Coreia como piloto de caça. Após a guerra, ele graduou-se como piloto de testes e serviu na Estação de Voo do Comitê Consultivo Nacional para a Aeronáutica (NACA) de alta velocidade, onde acumulou mais de 900 voos em uma variedade de aeronaves.
Entrou para a NASA em 1962, integrando o segundo grupo de astronautas da agência espacial, indo ao espaço pela primeira vez em 1965, como comandante da missão Gemini VIII, três anos antes do voo que o colocaria na História. Condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior condecoração civil do país, e a Medalha de Honra Espacial do Congresso, manteve uma vida discreta e longe dos olhos da opinião pública até sua morte, aos 82 anos. Dele, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama disse ser " um dos maiores heróis americanos, não apenas de sua época, mas de todos os tempos".


Em dezembro de 1968, Donald Slayton, antigo astronauta do Projeto Mercury e então Chefe do Comitê de seleção de astronautas do Projeto Apollo, ofereceu a Armstrong o comando da Apollo 11, a missão que desceria primeiro na Lua. Esta escolha surgiu de uma reunião semanas antes, entre os principais diretores do programa Apollo, que decidiram que Armstrong seria o primeiro na Lua por causa de seu perfil: era parecido com o grande herói americano Charles Lindbergh, um homem de características discretas e essencialmente técnicas, sem grandes egos. Entre seus colegas, era conhecido pelo comportamento equilibrado, muito "sangue frio", característica que fazia dele um astronauta perfeito.

Toda a saga de Armstrong, Aldrin, Michael Collins e do voo pioneiro está contada na história da missão Apollo 11. Sua frase épica, "Este é um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade" ao pisar pela primeira vez na superfície lunar, é uma das mais conhecidas na História, mas só veio à cabeça de Neil poucos momentos antes de descer da nave, já pousado na Lua.

Além dos importantes experimentos científicos que ali fizeram, ele e o piloto do Módulo Lunar, "Buzz" Aldrin, fincaram na Base da Tranquilidade uma bandeira metálica dos Estados Unidos e colocaram uma placa junto a uma das patas de apoio do Módulo Lunar Eagle, assinada pelos astronautas e pelo presidente americano Richard Nixon: "Aqui os homens do planeta Terra puseram pela primeira vez os pés na Lua, em 20 de julho de 1969. Viemos em paz em nome de toda a Humanidade".

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Aqui os homens do planeta Terra puseram pela primeira vez os pés na Lua, em 20 de julho de 1969. Viemos em paz em nome de toda a Humanidade."

Por:
Richard Milhous Nixon (Yorba Linda, 9 de janeiro de 1913 — Nova Iorque, 22 de abril de 1994) foi o 37° presidente dos Estados Unidos (1969-1974) e foi o único presidente a renunciar na história dos Estados Unidos. Ele foi também representante e senador pelo estado da Califórnia e 36° vice-presidente de seu país, durante o governo de Dwight Eisenhower.


Referente:
A uma placa comemorativa sobre a missão Apolo 11 deixada  na área de pouso do  Módulo Lunar Eagle na lua, na área de pouso chamada de Mar da tranquilidade que é uma grande área plana, formada de lava basáltica solidificada, na linha equatorial da face brilhante do satélite,  a placa foi  assinada pelos astronautas e pelo presidente americano Richard Nixon e está próxima a bandeira norte americana.



Nixon nasceu em uma casa que seu pai construiu em Yorba Linda, Califórnia. Filho de Francis A. Nixon e Hannah Milhous Nixon em 9 de janeiro de 1913. Sua mãe era uma Quaker (seu pai a converteu no Metodismo depois de seu casamento), e sua educação foi marcada por observâncias conservadoras Quaker da época, tais como abster-se de dançar, álcool e xingamentos. Nixon tinha quatro irmãos: Harold (1909-1933), Donald (1914-1987), Arthur (1918-1925) e Edward. (nascido em 1930).
O início da vida de Nixon foi marcado por dificuldades. O rancho da família Nixon faliu em 1922, e a família se mudou para Whittier, Califórnia. Em uma área com muitos Quakers, Frank Nixon abriu uma mercearia e posto de gasolina. O irmão mais novo de Richard, Arthur morreu em 1925 depois de uma breve doença.5 Com doze anos de idade, Nixon foi diagnosticado com tuberculose em seu histórico familiar; ele foi proibido de praticar esportes.


Quaker (também denominado Quacre em Português) é o nome dado a vários grupos religiosos, com origem comum num movimento protestante britânico do século XVII. A denominação quaker é chamada de Quakerismo, Sociedade Religiosa dos Amigos (em inglês: Religious Society of Friends), ou simplesmente Sociedade dos Amigos ou Amigos. Eles são conhecidos pela defesa do pacifismo e da simplicidade. Estima-se que haja 360.000 quakers no mundo, sendo o Quênia na África o local que possui a maior comunidade quaker.


Fonte: Wikipedia

Última edição por Cnshark em Seg Mar 31 2014, 19:14, editado 1 vez(es)

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
"Houston, Tranquility Base here. The Eagle has landed"  - “Houston, aqui Base da Tranquilidade. A Águia pousou”

Por:
Neil Alden Armstrong (Wapakoneta, 5 de agosto de 1930 — Cincinnati, 25 de agosto de 2012) foi um astronauta dos Estados Unidos, piloto de testes e aviador naval que escreveu seu nome na história do século XX e da humanidade ao ser o primeiro homem a pisar na Lua, como comandante da missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969.


Referente:
Ao pousar na lua na área de pouso chamada de Mar da tranquilidade em uma grande área plana, formada de lava basáltica solidificada, na linha equatorial da face brilhante do satélite  Neil Armstrong disse no rádio a frase imortal: “Houston, Tranquility Base here. The Eagle has landed”. (“Houston, aqui Base da Tranquilidade. A Águia pousou”). A mais de 300 mil quilômetros dali, o mundo, que acompanhava ao vivo as comunicações de rádio entre o Controle de Voo no Centro Espacial Johnson em Houston e a Apolo 11, entrava em comoção e aplaudia e gritava e vibrava com o feito.



Neil Armstrong, Edwin “Buzz” Aldrin e Michael Collins, os tripulantes da nave Columbia e integrantes da missão Apollo 11, tiveram um lançamento perfeito da Terra, uma jornada longa e calma para a Lua e uma rotineira ignição dos motores para colocá-los em órbita lunar. O seu destino era um local chamado Mar da Tranquilidade, uma grande área plana, formada de lava basáltica solidificada, na linha equatorial da face brilhante do satélite.Após a separação dos módulos da Apollo, enquanto Michael Collins ficava no Módulo de Comando Columbia numa órbita cem quilómetros acima do satélite, Armstrong e Aldrin começaram a sua descida ao Mar da Tranquilidade a bordo do Módulo Lunar Eagle. Não havia assentos no ML. Armstrong e Aldrin voavam em pé, firmes nos lugares por cordas elásticas presas no chão. Durante o mergulho, eles olharam pelas janelas e cronometraram a passagem dos marcos das paisagens abaixo deles, através de uma escala marcada na janela de Armstrong, para confirmar o rastreamento de dados que o controle da missão no Centro Espacial de Houston estava a receber. Com a ajuda de Houston, também verificaram o estado do Módulo. Se, como dizia Eugene Cernan - um ex-piloto da marinha americana que se tornou astronauta e comandou a última das missões a pousar na Lua, a Apollo 17 - pousar o Módulo Lunar era mais fácil que pousar um jato num porta-aviões durante a noite, uma das muitas vantagens era o fato de o Eagle estar equipado com o que era, na época, um sofisticado computador de bordo, que fez a maior parte do trabalho de rotina do voo de descida da nave. Exceto nos momentos finais da aproximação do solo, voar na trajetória correta era apenas uma questão de analisar os dados de navegação dos sistemas de radar e de inércia e então ir delicadamente ajustando o impulso e a ação dos motores do Módulo Lunar. Era uma tarefa de trabalho intensivo e bem ajustado ao controle do computador.Várias vezes durante a descida, porém, o computador soou alarmes. A trajetória da nave parecia boa, mas a mensagem de alerta “1202” trouxe alguns segundos tensos à tripulação até que o Houston avisasse que, ao que parecia, partes da memória do computador estavam a ser sobrecarregadas com estranhos dados do radar de aproximação. Felizmente, não só o computador tinha sido programado de modo que continuasse a conduzir tarefas de alta prioridade, como também a pessoa que melhor o computador conhecia — o homem que o criou, o engenheiro de sistemas Steve Bales — precisou de apenas alguns segundos para diagnosticar o problema e recomendar que o pouso continuasse. Mais tarde, Bales ficaria de pé ao lado da tripulação numa cerimônia na Casa Branca e foi condecorado pela sua especial contribuição para o sucesso da missão.Os alarmes contínuos e as quebras nas comunicações entre o Eagle e Houston eram irritantes, mas em todos os outros aspectos o computador do ML e o sistema de navegação tiveram um desempenho brilhante. Oito minutos e trinta segundos após a ignição do motor de descida, o computador colocou o Módulo quase ereto e Armstrong teve sua primeira visão em close-up do lugar para onde estava sendo levado pelo computador. Ele estava a cerca de 1 600 m acima e 6 000 m a leste da área de pouso. Como planejado, tinha combustível para mais 5 minutos de voo. Cada astronauta tinha uma janela pequena, triangular e de vidraça dupla à sua frente.



Em princípio, se Armstrong não gostasse do ponto escolhido pelo computador, poderia movimentar o “joy-stick” manual de controle para frente, para trás ou para qualquer lado, além de orientar o computador para mover um pouco o alvo na direção indicada. De acordo com o plano, Aldrin dava a Armstrong o ângulo de descida de poucos em poucos segundos, porém a arte de direção computadorizada no tempo da Apollo 11 não era tão refinada como seria nas próximas missões e o computador estava a colocar o Eagle dentro de um campo de rochas, a nordeste de uma cratera do tamanho de um campo de futebol. Não havia problema para Armstrong em pousar num campo de rochas. Não era essencial que o ML pousasse perfeitamente ereto. Uma inclinação de mais de quinze graus não causaria nenhum problema em particular para o lançamento de volta à órbita após a missão. No entanto, se ele batesse com o sino do motor ou uma das patas do trem de aterragem numa rocha grande, haveria uma hipótese real do Módulo Lunar sofrer um dano estrutural. Decidiu então seguir a velha máxima dos pilotos: “Em caso de dúvida, aterre longe”. Para o fazer, teria que sobrevoar a cratera e pousar a oeste. E não havia maneira – nem tempo – de dar ao computador uma atualização de informações suficiente via controle manual. Então, a uma altitude de cerca de 150 m do solo, Neil Armstrong assumiu completamente o controle manual da nave para a descida final, apontou o ML para frente, começou a voar como um helicóptero e levou o Eagle para 400 m a oeste, sobre crateras e rochas. Enquanto Armstrong conduzia o Módulo Lunar à procura de um bom ponto de aterragem, a sua atenção estava totalmente focada no trabalho que tinha em mãos. Aldrin foi quem virtualmente falou o tempo todo e também estava bastante ocupado. Lia os dados do computador para Armstrong dando-lhe a altitude, a taxa de descida e a velocidade frontal. No Houston, o Diretor do Voo Gene Kranz e outros membros da equipe de apoio na Sala de Controle da missão, estavam a vigiar a telemetria do ML. Não sabiam ainda sobre a cratera e o campo de rochas, mas era óbvio que a alunagem estava a demorar mais tempo que o planejado. Além disso, a cada segundo que passava, havia uma crescente inquietação quanto ao combustível que restava. Por causa das incertezas em ambos os calibradores nos tanques e nas estimativas que podiam ser feitas por dados de telemetria no motor funcionando, a quantidade de tempo restante até que o combustível acabasse era de cerca de 20 s. Se chegassem a um nível muito baixo, Kranz teria que ordenar que a aterragem fosse abortada.


Um drama era a última coisa que alguém queria para o primeiro pouso na Lua. O evento em si já era monumental e excitante o bastante. Finalmente, Neil Armstrong achou um local que gostava, começou a diminuir sua velocidade frontal e deixou o Módulo Lunar descer suavemente para a superfície. Quando baixaram para 25 m, Houston avisou que eles tinham 60 s de combustível restante e na cabine 'Buzz' Aldrin viu uma luz de aviso que dizia a mesma coisa. Mas agora estavam muito próximos e era apenas uma questão de pousarem suavemente. Armstrong tinha diminuido quase toda a velocidade frontal do Eagle e quando começaram a levantar poeira com o exaustor do motor, pediu a Aldrin para confirmar se ainda se estavam a mover um pouco para frente. Queria pousar numa superfície que pudesse ver à frente, em vez do solo que não podia ver atrás. Aldrin deu a confirmação que ele queria e oito segundos depois viram a luz de contato. As sondas de dez pés de comprimento que pendiam do trem de pouso tinham tocado a Lua. Um segundo ou dois depois, estavam pousados e desligaram o motor. Só tinham mais 20 segundos de combustível, mas estavam pousados. Então Armstrong disse no rádio a frase imortal: “Houston, Tranquility Base here. The Eagle has landed”.







Fonte: Wikipedia

descriptionJuntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS" EmptyRe: Juntando palavras e formando às "FRASES FAMOSAS"

more_horiz
privacy_tip Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos